3 Segredos sobre adubação de orquídeas que os orquidófilos esconderam de você.

Adubar orquídeas para mantê-la linda e radianteaparenta serdifícil, pois não tem uma única regra para usar todas as vezes. Para deixa-la assim é preciso observar e ver a melhor forma que ela se adapta.

Isso ocorre porque dependendo da espécie, do clima e de outros fatores, a planta pode ter necessidades diversas.

De qualquer modo, quem quer saber como cuidar de orquideas e ter belíssimas plantas deve conhecer esses 3 segredos sobre adubação de orquídeas que os orquidófilos sabem e você não.

1 – As vezes os adubos químicos não são suficientes

Os adubos químicos são formas mais fáceis de adubar a sua orquídea, já que os seus são absorvidos mais eficientemente pela planta.

Como são mais concentrados isso facilita o processo, porém se não forem usados corretamente podem causar intoxicação.

Sendo assim seja cuidadosa…

È muito importante fornecer a dosagem correta, assim como aplicar o adubo químico recomendado para cada espécie da planta.

Caso use um adubo indicado para uma espécie diferente, isso pode causar sérios danos e acabar matando sua planta.

Entretanto, esse tipo de adubo possui apenas fósforo, nitrogênio e potássio, que não são o bastante para as plantas. Além deles, elas necessitam de cálcio, magnésio e enxofre, sendo necessário combinar os tipos de adubo ou usar somente o orgânico.

O ponto negativo do adubo orgânico é que a absorção dos seus nutrientes é mais lenta, entretanto o efeito é mais duradouro e ajuda a recuperar a flora microbiana.

É preciso ainda se atentar para a formulação do adubo orgânico de forma que sejam escolhidos aqueles que não vão promover a formação de bactérias e fungos.

Outro ponto positivo é que esse adubo promove mais segurança para quem está manuseando como também para o meio ambiente.

2 – Adubação foliar é mais eficiente

Pode-se adubar as orquídeas colocando o adubo junto as suas raízes chamado de método radicular ou método convencional, ou pulverizar o produto em suas folhas, este último se chama de adubação foliar.

Para usar o método pulverizar é preciso usar adubo solúvel em água, nesse caso o adubo químico é o indicado.

Dessa forma, é mais eficiente o fornecimento de nutrientes, bem como é mais prático e rápido.

Porém, por mais benefícios que tenha a fertilização foliar, ela não substitui a convencional, na verdade elas se complementam, pois têm ação conjunta.

3 – É preciso ajudar a adubação fazer efeito

Vários fatores externos influenciam na ação do adubo sobre as orquídeas.

Veja quais são os principais…

  • Luz – quanto mais luz houver, a facilidade da planta absorver os nutrientes é maior.
  • Umidade atmosférica – como os nutrientes são melhores absorvidos quando há umidade, quanto mais alta ela for, melhor. Além do mais, quanto mais alta for a umidade, mais a solução demora de evaporar.
  • Temperatura – 22 e 30 graus é a temperatura adequada para este tipo de planta. Sendo que o final da tarde é o melhor horário para ela fertilizar.

Aplique todas essas dicas e veja suas orquídeas florindo o ano todo.

Botão Voltar ao topo