Take a fresh look at your lifestyle.

Ter uma irmã é realmente bom para sua saúde mental, mostra estudo

Crescer com alguém e viver juntos proporciona um vínculo forte que poucos conseguem entender. A ciência prova que brigar e discutir apenas ajuda os irmãos a serem pessoas melhores.

Quais são os benefícios de crescer com irmãos?

Laura Padilla-Walker, professora da Universidade Brigham Young, analisou 395 famílias com mais de um filho. Pelo menos uma das crianças era adolescente entre 10 e 14 anos. Durante o estudo, foram coletadas enormes quantidades de dados sobre os relacionamentos dentro da família.

Os pesquisadores concluíram que ter uma irmã (mais nova ou mais velha) ajudou os adolescentes a lidar com comportamentos prejudiciais de adoção, como hesitação e medo.

Outra observação do estudo é que a briga entre irmãos oferece uma oportunidade para as crianças aprenderem a fazer as pazes e recuperar o controle de suas emoções.

Padilla-Walker disse: “Os irmãos são importantes de maneiras únicas. Eles dão às crianças algo que os pais não dão.”

Crescer com uma irmã te deixa mais confiante e menos solitário

Crescer com os irmãos também pode ensinar as crianças sobre o mundo ao seu redor e sobre si mesmas. Durante a adolescência, muitas crianças não veem o valor em si mesmas e se sentem sozinhas.

O estudo conduzido por Padilla-Walker confirmou que comportamentos internalizantes negativos são evitados quando alguém cresce com uma irmã. 

Os comportamentos internalizadores são geralmente direcionados a partir da negatividade interior, como sentir-se sozinho, culpado, não amado e com medo.

Como resultado desses sentimentos, as crianças podem manifestar comportamentos estranhos, como comer muito ou pouco, abusar de substâncias, sentir-se deprimido e se machucar. Esses comportamentos podem causar problemas sérios como alcoolismo, dependência de drogas, anorexia, bulimia ou obesidade na meia-idade, se não forem tratados adequadamente.

Padilla-Walker, em seu estudo, acrescentou que a presença de uma irmã pode ajudar com esses problemas. Ter uma irmã pode permitir que a criança lide com esses problemas e resolva-os positivamente.

Não dê todo o crédito às irmãs

De acordo com os resultados do estudo de Padilla-Walker, ter um irmão, seja irmão ou irmã, promoveu boas performances, como defender outras crianças ou ajudar pessoas do bairro.

Além disso, irmãos amorosos trazem atitudes de caridade mais do que pais amorosos. A relação de afeto entre irmãos era duas vezes mais forte.

Conclusão

Crescer com os irmãos pode mudar a vida das pessoas de maneiras positivas.

Também fornece um forte vínculo entre parentes e outras pessoas.